Aneurisma de aorta

O que é um aneurismaaórtico?


O termo aneurisma vem do vocábulo griegoanéyrysma e significa dilatação.


A aorta é a principal artéria do organismo, com undiámetro aproximado de 2 cm.


Enmedicina, é chamado de aneurisma arterial a uma dilatação permanente ylocalizada, em um segmento da parede de uma artéria.


A aorta é a principal artéria do organismo. Traçada a partir elcorazón através do tórax, à frente da coluna vertebral, e chega a lacavidad do abdômen, onde se ramifica, além dos rins, as dosarterias ilíacas.


Os aneurismas objetivo sondilataciones em segmentos de aorta produzidos, na maior parte loscasos, por enfraquecimento da parede da aorta lesionada pelo procesode da aterosclerose e suas complicações.


Lapresencia de aneurismas objetivo em homens é quatro vezes maior do que em lamujer.


O Cuándohablamos de aneurisma da aorta?


A artéria aorta sanatiene um calibre (diâmetro aproximado de 2 cm A dilatação maior de 4 cm da aorta é considerada significativa de aneurisma. Para os aneurismas cuyodiámetro é igual ou superior a 6 cm é normalmente indicado o tratamientoquirúrgico, se bem que em muitos casos, intervêm aneurismas com um tamanho a partir de 5 cm.


Por que ocorrem os aneurismas objetivo?


Os principais fatores de risco mais freqüentes na prática clínica devem ser aateriosclerosis Este procesodegenerativo corrói as camadas que formam a parede da aorta, a partir deuna lesão denominada placa ateriosclerótica, que pode sofrer fenômenos deulceración ytrombosis, destruindo os elementosde sua camada média elástica. Neste ponto pode ocorrer um ensanchamientoprogresivo que, devido à pressão exercida no sangue provocam a sua vezuna maior tensão, criando-se um círculo vicioso com dilatação progressiva yocasionalmente rápida.


Este seria o caso de unaneurisma adquirido, mas os aneurismas também podem ter um origencongénito, especialmente no curso da síndrome de Marfan, ou associado a otrasalteraciones da aorta, desde o nascimento, mas também podem sertraumáticos ou de outra origem.


Onde se localizam os aneurismasaórticos?


Na prática clínica, os aneurismas seclasifican de acordo com sua localização, em aneurismas da aorta torácica yaneurismas da aorta abdominal.


Aneurismas objetivo abdominais


A maioria(três quartos) dos aneurismas objetivo devidos aateriosclerosis localizam-se na aorta abdominal e, especialmente, entre lasarterias renais e a bifurcação da aorta.


Aneurismas aórticostorácicos


Os aneurismas da aorta torácica constituyenaproximadamente uma quarta parte dos aneurismas devido à aterosclerose ypueden afetar qualquer segmento desta aorta: segmento ascendente, o arco(ou cajado) da aorta e seu segmento descendente, que segue a aortaabdominal.


Por que é importante detectar os aneurismas objetivo?


Os aneurismas pequenos podem não produzir sintomas na maioria dos casos.


A importância clínica dos aneurismasaórticos se concentra em suas complicações. Entre 70% e 75% de losaneurismas objetivo é diagnosticada na ausência de sintomas, por acaso, em elcurso de uma exploração abdominal ou torácica; às vezes, porém, puedencomprimir alguma das estruturas próximas e até mesmo o próprio aneurismallega para separar as camadas que formam a parede arterial aórtica e devido a lapresión que ocorre a parede da aorta, avança através desta parede.Este é o caso da dissecção aórtica, a complicação mais temida de losaneurismas.


Assim, o aneurisma progrediria, dissecando lascapas da aorta não afetadas, produzindo sintomas de acordo com sua localização yeventualmente chegando mesmo a produzir uma fissura, ou quebrar a aorta (roturadel aneurisma disecante). Quanto maior é o tamanho de um aneurisma, maior essu propensão para a dissecação.


Quais são os sintomas produz um aneurismaaórtico?


Durante a evolução do aneurisma, não aparecensíntomas até que ele sofre complicações, basicamente compressão de órganosadyacentes, ou melhor, a sua dissecação. Devido à extensão da aorta, lossíntomas são extremamente variáveis, conforme se trate de aneurismas torácicas oabdominales. Além disso, os sintomas podem ser diferentes de acordo com a região de laaorta torácica ou abdominal afetada.


A dissecção delaneurisma tem como principal sintoma a dor, definido como extremadamenteintenso, que aparece em mais de 90% dos casos. Na aorta torácica, eldolor por aneurisma disecante caracteriza-se pela sua intensidade e embora puedeguardar semelhança com o do enfarte do miocárdio, costuma ser muito másinsoportable e em ocasiões em que se move, de acordo avanço, pela distância de laaorta. Pode se localizar na região anterior do tórax e ao mesmo tiempopercibirse na zona posterior, às vezes, na região situada entre lasescápulas. No caso dos aneurismas abdominais, dor que provoca surotura ou expansão se localiza nas costas, flancos e elabdomen.


O aneurisma disecante da aorta constituyeuna emergência médica para evitar a ruptura da aorta. A mortalidade em elcaso de ruptura do aneurisma é muito elevada, mesmo antes de o pacientepueda chegar ao centro hospitalar.

Publicidade

Como se diagnosticam os aneurismasaórticos?


Pode ser diagnosticada através de uma radiografíao por outras técnicas de imagem como a ultra-sonografia abdominal, ultra-sonografia cardiacaque visualiza a aorta através de uma sonda colocada no esôfago(ecocardiografia transesofágica), laresonancia magnética ou a tomografíacomputarizada (TAC).


Como se previnem os aneurismasaórticos?


A maioria dos aneurismas objetivo é producenen pessoas com fatores de risco de aterosclerose. A prevenção de estaenfermedad comporta essencialmente:


O Cómose tratam os aneurismas objetivo?


Os aneurismas depequeño tamanho não exigem tratamento. São feitas revisões médicasregulares com o objetivo de detectar o seu crescimento ou complicação.


O objetivo do tratamento é prevenir a ruptura do aneurisma. Otratamento clássico dos aneurismas objetivo é cirúrgico, colocando-se,por meio de sutura, um tubo de material artificial (prótese) na área delaneurisma. Se estão realizando estudos para tratar os aneurismas abdominalesmediante a implantação de um enxerto no interior da aorta (injertosendovasculares).


Outra abordagem promissora para otratamento dos aneurismas abdominais consiste em implantar, através de latécnica de cateterização (através das artérias, sem necessidade de practicarincisión no abdômen), um dispositivo chamado stent, uma técnicaprofusamente empregada no tratamento das obstruccionescoronarias.


Na hora de decidir quando intervenirquirúrgicamente um aneurisma da aorta torácica é preciso comparar o riesgoque implica a intervenção com o risco que implica a ruptura de unaneurisma volumoso. Isso é especialmente importante no caso de personasde idade que já sofrem de outras alterações vasculares ou cardíacas.


A reparação cirúrgica dos aneurismas da aorta torácica estáindicada na presença de rápida expansão e, sobretudo, quando existencomplicaciones agudas (como a fissura ou dissecção), envolvimento de órganosvitales e na síndrome de Marfan.

Dra Montserrat Vilaseca Corbera, especialista em Cardiologia. Atualizado: 08-03-2017

Rate this post